Autoridades e indígenas abrem Fórum de Políticas de Esporte e lazer em Cuiabá

Representantes dos poderes Executivo e Legislativo – federal e estaduais –, organizações indígenas e estudiosos acadêmicos participaram na noite de terça-feira (7.4), em Cuiabá, da abertura oficial do 1º Fórum de Políticas Públicas de Esporte e Lazer para os Povos Indígenas. A discussão para construção das políticas foi bem aceita pelos 250 indígenas, representantes de 190 etnias que compareceram à solenidade de abertura, como também pelas autoridades envolvidas na causa.

Todos, bem articulados e ansiosos para consolidação desse processo, destacaram a importância de poder ter acesso a políticas de esporte e lazer mais democráticas que beneficiem as cinco regiões do país. A ação visa alcançar o maior número de índios e resgatar as modalidades esportivas praticadas nas aldeias para que sejam inseridas na disciplina de educação física nas escolas indígenas.

Ao representar o ministro do Esporte, George Hilton, o chefe de gabinete, Ivan Alves Soares, destacou os imensos desafios a serem superados para inclusão dos povos indígenas, assim como quaisquer obstáculos para garantir seus direitos. Segundo ele, os programas sociais em comunidades indígenas e o apoio aos Jogos Indígenas, nacionais e mundial, traduzem a atenção do Ministério do Esporte e servem ainda de subsídio para debater temas relacionados com a primeira Conferência Nacional dos Povos Indígenas, convocada pela presidenta Dilma Rousseff, a ser realizada em Brasília, no mês de novembro.

Lindomar Terena, em nome da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil, destacou a diversidade encontrada no fórum. “Fico feliz que o nosso povo possa participar da construção desse processo. E fundamental que nossos caciques, anciãos e nossa juventude contribuam com esse movimento democrático. Que essas diretrizes aqui construídas alcancem milhares de indígenas e que seja alicerce para a educação de nosso povo”, afirmou.

Nascido em uma aldeia indígena no estado de Roraima, o senador Telmário Motta apoiou a necessidade de resgatar esse patrimônio indígena. Para ele, esse Fórum e um momento de construção de diretrizes para as políticas indígenas e também para as futuras gerações.

O reitor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), João Carlos de Souza Maia, encerrou a solenidade mostrando o cumprimento do papel da universidade. “Fomos uma das primeiras instituições a receber indígenas, a oferecer cotas para índios. Estamos cumprindo o nosso papel, levando conhecimento a esta sociedade que nos paga, e isto se deve a sociedade brasileira e mato-grossense. Precisamos construir políticas para o avanço do nosso país”, concluiu o reitor.

O primeiro dia do evento contou ainda com exposição indígena, feira de artesanato e apresentação de danças típicas do povo Umutima.

Cleide Passos, de Cuiabá
Ascom – Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook

Anúncios

Sobre esporteindigena

Fórum de esporte e lazer indígena
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s